sábado, 1 de outubro de 2016

Música: poesia de sons e silencio.



Música, poema de sons e silêncio 
Tradução sonora da alma humana
Música que cura, que sara
Música que inspira e afaga

Dos fortes acordes de Beethoven ao silêncio de Cage
Da calma de Jobim ao peso de Osborn
Da doçura na voz de Nara à força de Elis
Da poesia trovadoristica de Renato ao Rap político de Sabotage 

O que é música, senão alma?
O que é música senão amor?
O que é música senão dor?
O que é música senão felicidade?

Música é a transcendentalidade do inconsciente humano
Música é a humanização do ruído
Dos batuques africanos que pulsam no coração.
Dos cantos indígenas que exaltam a natureza

A música permeia o mundo
Está no barulho do mar
No som dos ventos
No canto dos pássaros

A música está nos amantes que se enlaçam
Nos joelhos dobrados que rezam
No corpo que baila
Nos olhos que choram

Música que reflete a dor
Música que define a sociedade
Música que faz dançar
Música que nos permite sorrir

Esta é a essência da música
Ser a alma descrita em Söns
Os medos e os desejos
Música é a arte dos amantes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário